Quinta-feira, 17 de maio. Um dia aparentemente comum é transformado por uma ligação da assessoria de imprensa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. Do outro lado da linha, o titular da pasta, Romildo Campello, espera para dar uma notícia bombástica: a Virada Cultural Paulista 2018 acontecerá somente em novembro. Oficialmente anunciada para os dias 26 e 27 deste mês, dentro da programação do 26º Maio Musical, a 11ª edição do evento acontecerá somente daqui há seis meses.

Segundo Campello, a mudança é necessária para conseguir mais tempo para preparação do evento e para ouvir os municípios, com o intuito de ampliar o projeto. “A Virada Cultural Paulista é muito importante e está em sua 12ª edição. Por isso, vamos mudar a data e o evento passará a acontecer em novembro”, revelou. “Agora é o momento de nos reunirmos com os municípios e buscarmos uma ampliação no número de cidades atendidas pelo projeto”, completou, afirmando que o adiamento para o mês de novembro é válida para todas as cidades que receberiam a Virada Cultural Paulista neste mês de maio.

Com a confirmação da nova data, a Secretaria de Cultura do Estado prepara uma série de reuniões com os gestores municipais. “Teremos encontros com secretários e prefeitos para corrigirmos alguns problemas e a analisarmos as demandas de cada município”, informa Campello, que ressalta: a mudança de data trará benefícios e permitirá que muitas cidades se organizem melhor. “Alguns municípios cancelaram a Virada Cultural Paulista exatamente por ser início de ano e as questões envolvendo as contratações e licitações necessárias para a realização do evento ficam ‘espremidas’ em tão pouco tempo”, analisa.

Organização

O secretário destaca que, com um tempo maior para trabalhar, as prefeituras poderão se organizar melhor. “A intenção é termos tempo para trabalharmos a Virada Cultural Paulista. De maneira geral, o conceito será o mesmo: abrir o palco para grandes artistas em diversas cidades e inserir os artistas regionais em shows para grandes públicos”, aponta. 

Campello destaca ainda outro motivo para a escolha do mês de novembro para a realização do evento. “Em novembro, o período eleitoral já terá terminado. Em 2017, o evento foi realizado em 22 municípios e se fizéssemos antes de outubro, poderia ter uma conotação ruim”, destaca. “Novembro é um mês fora de qualquer intenção”. 

As reuniões seguem nos próximos meses e novidades devem ser anunciadas em breve. “Estamos conversando com prefeitos e secretários municipais, com o intuito de rever, melhorar e aperfeiçoar a Virada Cultural Paulista em todo Estado”, reforça Campello. “A procura por parte dos municípios é sempre muito grande, felizmente”.

A secretária municipal de Cultura, Tânia Castanho Ferreira, se reuniu na tarde de sexta-feira (18) com integrantes da Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA), promotora da Virada Cultural Paulista, quando foi informada oficialmente do adiamento. Novidades devem aparecer em breve. Fiquem ligados!