URGENTE

Post Top Ad

Your Ad Spot

08 abril, 2009

O Poder da (Falsa) Sugestão

Metamorfose3 “O poder antioxidante das frutas”. “Rejuvenesça com uma dieta à base de frutas”. “Perca peso com uma rotina à base das fibras das frutas”. Veja bem, não é que eu não goste de frutas, mas confesso que estou começando a pegar raiva delas. Muitas vezes, a superexposição pode ter um efeito totalmente contrário àquilo almejado. Querer aparecer demais ou expor em excesso um produto ou serviço pode gerar uma rejeição por parte de seu público-alvo, colocando em risco o sucesso de uma ideia que realmente tinha tudo para dar certo.

Me lembro que certa vez um anunciante da coluna Social do jornal Tribuna de Indaiá resolveu que enviaria toda semana uma foto sua para publicação. Não demorou muito para que e-mails começassem a chegar. Alguns questionavam a real necessidade de ver o mesmo rosto toda semana. Outros já diziam estar de saco cheio de ver aquela cara de novo. De repente, a superexposição daquele ser estava atrapalhando não apenas ele, mas eu também, afinal de contas, alguns diziam nem passar mais pela coluna para não se deparar com o sujeito.

Então lá fui eu, imbuído da maior boa vontade possível e crente de ser o dono da razão naquele caso. Conversa vai, conversa vem, decidimos que a partir daquela semana teríamos seus clientes nas páginas do jornal, ao invés dele, única e exclusivamente. Contudo, o ser humano é realmente um bicho esquisito. Nosso trato acabou indo por água abaixo e pior: o anunciante correu em busca de outro espaço para anunciar sua própria fuça.

Oras , você deve estar pensando: “Que cara chato!”. Tá, tudo bem, ele era realmente chato. Mas sua insistência é praticada por todos nós ao longo dos dias, meses e anos. Fazemos de tudo para aparecer para o chefe, almejando aquela sonhada promoção. Fazemos de tudo para aparecer na roda de amigos, muitas vezes contando – e aumentando – situações que não interessam a ninguém além de nós mesmos. Fazemos de tudo para chamar a atenção daquela gatinha, esperando conquistar seu coração. Fazemos de tudo, muitas vezes, para sermos notados dentro de nossa própria família, tamanha a concorrência entre irmãos e netos pela preferência materna e/ou paterna.

Vivemos uma constante batalha para nos destacarmos, enquanto fazemos de tudo para não parecer inconveniente para si mesmo e para os outros, em busca de nossos objetivos. Por isso, da próxima vez que alguém chegar querendo meter a fuça todo final de semana no jornal, não vou dizer não, muito menos julgar. Vou deixar acontecer: certo dia, ele perceberá que, no final das contas, aparecer demais também enjoa.

Porém, enquanto isso, seu subconsciente estará se regozijando pela conquista e bolando novas estratégias para realçar, ainda mais, sua fuça pelos quatro cantos. Mas até lá, não estaremos mais enjoados de saber o poder das frutas, ou então, alguém vai inventar uma nova maneira de contar a mesma coisa para todos nós. E como sempre, vamos adorar.

Nenhum comentário:

Páginas