URGENTE

Post Top Ad

Your Ad Spot

26 novembro, 2008

O Dia em que ‘Periguei’ Pifar…

Antes de tudo, maldito ácido acetilsalicílico

Saude O último domingo foi um dia diferente para este colunista e/ou blogueiro. Foi o dia em que ele resolveu (quase) pifar de vez. Uma simples dorzinha de cabeça medicada com uma simples dose de ácido acetilsalicílico - popularmente conhecido pelos cabeças-de-bagre como Aspirina - foi suficiente para me transformar em uma versão live action de Homer Simpson (sim, o patriarca da famosa família daquele famoso seriado) e trancar-me as vias respiratórias com uma velocidade que deixaria as mais potentes Ferraris com uma inveja considerável.

Entre tentar respirar e não rir me olhando no espelho com aqueles olhos esbugalhados, acabei pedindo socorro para meu anjo da guarda de plantão e corri para o nosso querido Augustão (sim, o Hospital Augusto de Oliveira Camargo, para aqueles que usam e abusam da tecla SAP) onde suas santas – e doloridas – agulhas cortaram o efeito do ácido acetilsalicílico, afastando a luz e o coro de anjos que executavam Unchained Melody e me lembravam de Demi Moore modelando o pote de barro (sim, esta é uma cena do “meloso” Ghost, aquele com Patrick Swayze). Resumindo, escapei de tocar arpa ao lado de meus amiguinhos loiros de olhos azuis do outro lado deste plano astral…

Brincadeiras à parte, são nestes momentos que damos graças a Deus pelos avanços da Medicina e por termos pessoas que amamos ao nosso lado. Mesmo que um pequeno resumo da minha vida NÃO tenha passado em rápidos e precisos flashbacks, este susto foi suficiente para decidir: NUNCA MAIS TOMAREI ÁCIDO ACETILSALICÍLICO. O quê? Pensou que eu ia deixar minha vida parcialmente sedentária? Não há como. Qualquer outro modo de encarar a vida será única e exclusivamente planejada a partir de 2009. Isso mesmo, durante o Réveillon, aquele que, ao lado das segundas-feiras, é conhecido como o eterno dia do recomeço! Até lá…

Nenhum comentário:

Páginas