URGENTE

Divagações - A Balada do Poder

Balada

Antes de começar, confesso que não entendo NADA de política. Logicamente, procuro sempre me informar a respeito para formar opinião e saber que caminhos tomar, principalmente em época de eleições. Infelizmente, a memória sócio-política e cultural do brasileiro é extremamente limitada e os erros de ontem são facilmente esquecíveis. Basta um simples “agrado” para tanto.

Mas como havia dito no início, considero-me um leigo quando o assunto é política. No entanto, ao menos no cenário cultural local, é possível analisar perfeitamente o perfil de cada um de nossos candidatos a prefeito. A única mulher na parada é a mais ativa neste cenário. Marca presença em todos os eventos e, principalmente, interage com suas atrações e convidados. Simpatia e carisma não faltam. Capacidade para governar? Isto sim é uma incógnita.

O candidato da situação nacional, aquele que ostenta uma bandeira vermelha, é praticamente inexistente neste cenário, preferindo apenas manifestações sindicais e outras ações reivindicatórias, respeitando o passado de seu partido – mesmo que estar no poder tenha lhe tornado “moderninho”, ou seja, feito com que assimilasse péssimos costumes que acompanham nossos governantes há anos.

Já o último parece estar no clima de “já ganhou”. Não comparece aos eventos, simplesmente ignorou o corpo-a-corpo. Pelo menos neste território. Se está executando qualquer outro tipo de plano para divulgar sua campanha, sinceramente confesso que não sei. Como já disse, ainda não o encontrei nestes meses que antecedem as eleições.

Estratégias diferentes, mas uma única vontade: eleger-se. Tomara que, mesmo com cada um deles tomando caminhos diferentes, que ao menos seus planos nos ajudem a alcançar a mesma meta: uma Indaiatuba melhor. Faça uma escolha consciente, não venda seu voto e faça valer o poder da democracia. Somente assim faremos de nossa cidade e de nosso País, um lugar cada vez mais digno de se viver.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.