URGENTE

A culpa é de Van Gogh

Antes de tudo, devo confessar que me surpreendi. Esperava um mero passatempo envolvendo atores globais, mas o espetáculo Um Certo Van Gogh, atração na noite de ontem, na sala Acrísio de Camargo, mostrou-se ainda uma curiosa discussão sobre a importância da arte e sua atemporalidade. No elenco, Marcelo Valle, Pedro Garcia Neto, Larissa Bracher e Bruno Gagliasso se revezavam em uma interessante viagem entre passado e presente, para contar detalhes da vida do pintor pós-impressionista Vincent Van Gogh.

No palco, o quarteto empreende uma acalorada discussão sobre a importância das obras de Van Gogh para o mundo, e a jornada de loucura e intenso amor pela arte, que o levaram ao suicídio. Seria Van Gogh um mestre incompreendido pela sociedade ou um louco que não suportou a própria insanidade? Até mesmo os princípios da religião - principalmente da Igreja Católica de ontem o hoje - são questionados ao longo do espetáculo.

Escrito por Daniela Pereira de Carvalho e dirigido por João Fonseca, Um Certo Van Gogh cumpre sua principal missão como arte: incomoda, e ao mesmo tempo, instiga à reflexão. Parabéns aos produtores Graça Mota e Thonny Piassa (acima, com Bruno Gagliasso), que agora se preparam para trazer a comédia Mãos ao Alto SP, com Ary França, Rosi Campos, Luísa Mell e grande elenco. A apresentação está marcada para o próximo dia 26.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.