Topázio Cinemas faz pré-estreia de 'O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos'


Na próxima quarta-feira, dia 10 de dezembro, o Topázio Cinemas promove sessão ÚNICA de pré-estreia do filme "O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos", que encerra a segunda trilogia comandada por Peter Jackson e adaptada das obras de J.R.R. Tolkien. A exibição acontece às 21 horas no Shopping Jaraguá, em cópia 3D legendada. O lançamento mundial do filme acontece na quinta-feira, dia 11. 

Para esta sessão única de pré-estreia, os ingressos custarão R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e a comprar já pode ser feita pelo site www.topaziocinemas.com.br ou na bilheteria do cinema no Shopping Jaraguá.

"O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos" é a conclusão das aventuras de Bilbo Bolseiro (Martin Freeman), Thorin Escudo-de-Carvalho (Richard Armitage) e a Companhia de Anões. Tendo recuperado sua terra natal do dragão Smaug (dublado por Benedict Cumberbatch), a Companhia involuntariamente despertou uma força mortal para o mundo. Enfurecido, Smaug espalha sua ira sobre homens, mulheres e crianças indefesas da Cidade do Lago.

Obcecado pelo tesouro recuperado, Thorin sacrifica amizade e honra para guardá-lo enquanto as tentativas desenfreadas de Bilbo para fazê-lo ver a razão levam o Hobbit a uma decisão desesperada e perigosa. Mas há ameaças ainda maiores pela frente. Invisível para todos, exceto para o Mago Gandalf (Ian McKellen), o grande inimigo Sauron enviou legiões de orcs para um ataque surpresa à Montanha Solitária.

Enquanto a escuridão cresce, os anões, elfos e homens devem tomar uma decisão: ou se unem ou serão destruídos. Bilbo se encontra lutando por sua vida e pela de seus amigos na épica Batalha dos Cinco Exércitos, com o futuro da Terra-Média em jogo.

EXPECTATIVA

Bem, antes de tudo, preciso dizer que sou fã da primeira trilogia, mas nunca li um livro sequer de Tolkien. Quando "O Hobbit" foi anunciado como uma nova trilogia, muita gente estranhou. Isto porque, ao contrário de "O Senhor dos Anéis", esta aventura é relativamente "pequena", já que estamos falando de um único livro, que conta com uma média de 300 páginas, dependendo da edição. 

Por isso, muitos "especialistas" têm criticado Peter Jackson e equipe por "esticar" demais "O Hobbit". As razões são essencialmente comerciais e atendem a necessidade de criar uma nova franquia. Mas será que a obra de Tolkien sustenta três longos filmes?

Enfim, mesmo sem ter lido "O Hobbit", confesso que estou ansioso por "A Batalha dos Cinco Exércitos". O universo criado nas telonas por Peter Jackson vai deixar saudades, já que a família de Tolkien - detentora dos direitos autorais de todas as suas obras - afirmou que não pretende liberar novas adaptações. Só o tempo dirá se isso é uma realidade. Enquanto isso, o jeito é ver ou rever as duas trilogias. 




0 comentários: