Investimento anunciado pela Ancine beneficia 88 projetos para cinema e TV


O investimento de R$ 41 milhões, anunciado esta semana pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), vai beneficiar 88 projetos de filmes e séries de TV. A operação faz parte do programa do governo federal Brasil de Todas as Telas, que utiliza recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para incentivar o desenvolvimento de toda a cadeia do audiovisual brasileiro.

Os projetos selecionados se enquadram em quatro diferentes linhas de ação do FSA, sendo duas inéditas: laboratórios de desenvolvimento, em que os recursos são utilizados na qualificação de projetos em fase inicial; e proposta de programação, na qual programadoras de televisão solicitam recursos para investimento em obras audiovisuais de produção independente pré-selecionadas pelas próprias empresas.

Na linha de laboratórios de desenvolvimento, 44 projetos de produtoras de seis estados e do Distrito Federal receberão R$ 4 milhões para aplicação na etapa inicial, necessária ao aprimoramento do roteiro e à estruturação técnica e financeira do projeto. Segundo a Ancine, além do apoio financeiro, os projetos terão o suporte de laboratórios de desenvolvimento a serem oferecidos a partir do início de 2015.

De acordo com o diretor presidente Manoel Rangel, o investimento no desenvolvimento de projetos "cria as condições para que tenhamos obras com maior resultado artístico e de comunicação e, portanto, maior capacidade de alcançar os propósitos que os autores e produtores se impuseram". Para Rangel, a nova safra de filmes e obras seriadas para televisão, beneficiada com o processo de desenvolvimento de projetos, atenderá não só à demanda que a Lei 12.485/2011 gerou na programação da TV por assinatura, mas também alcançará presença na televisão aberta e dará sustentação à ocupação do mercado de salas de cinema.

A seleção dos projetos na linha de laboratórios de desenvolvimento foi feita por analistas da Ancine (na primeira etapa) e por uma comissão de seleção composta por dois representantes da agência e por três profissionais independentes: o diretor, roteirista e montador Giba Assis Brasil, fundador da produtora Casa de Cinema de Porto Alegre; o cineasta Hilton Lacerda, diretor e roteirista do premiado Tatuagem, e o produtor Rodrigo Teixeira, da RT Features.

Já a nova linha de proposta de programação contemplou com R$ 18 milhões dois projetos apresentados pelas programadoras de TV Globosat e Synapse. Os contratos de investimento serão firmados diretamente com as produtoras brasileiras independentes.

Juntamente com as novas linhas, a Ancine anunciou na terça-feira, dia 18, novos investimentos das linhas de produção para TV e de produção cinematográfica, via distribuidoras: 17 projetos de TV e dois de cinema foram aprovados pelo comitê de investimentos do FSA e serão contemplados com R$ 19 milhões.

Fonte: Agência Brasil

0 comentários: