Defesa Civil determina estado de observação em Indaiatuba

A Defesa Civil de Indaiatuba determinou Estado de Observação devido ao baixo volume pluviométrico aliado às altas temperaturas e o índice ultravioleta extremo registrado em janeiro. O município teve nos últimos sete dias temperaturas máximas superiores aos 33 graus e o índice U.V. de 13. “Recomendamos que as pessoas não façam atividades físicas no período das 10h às 17h e tomem água para hidratação para que se possa evitar problemas de saúde”, comenta o inspetor chefe da Guarda Municipal e coordenador da Defesa Civil, João Carlos Boldrin.

ÍNDICE ULTRAVIOLETA

De todos os efeitos conhecidos da radiação UV sobre a saúde humana, o eritema é um dos poucos que pode ser observado algumas horas (ou minutos) após a exposição, enquanto outros podem surgir apenas depois de décadas. O eritema é basicamente o tom avermelhado que a pele adquire quando a pessoa se expõe em excesso ao Sol.

O índice UV foi criado com o intuito de oferecer ao publico uma forma simples e objetiva de se informar e se proteger da radiação UV de origem solar.  Esse índice é um valor inteiro a partir de 0 que indica o grau de exposição à radiação UV em termos de efeito de eritema que uma pessoa de pele branca estaria sujeita ao se expor diretamente ao Sol: uma unidade de ÍNDICE UV equivale a uma taxa de dose eritematosa de 0,025 W/m2. Costuma-se fornecer o ÍNDICE UV para o meio-dia local que é o momento de máxima incidência da radiação solar num dia de céu claro (céu azul, sem nuvens, fumaça ou poeira no ar).

DICA DO BLOG: ficar em casa, no trabalho, MUITO filtro solar e MUITA água. Sair para fazer exercício físico nos horários de pico do sol não é inteligente. Gastar água sem necessidade é BURRICE mesmo. Faça a sua parte e ECONOMIZE!

0 comentários: