Entrevista com Heather D’Angelo, do grupo Au Revoir Simone


Quem acompanhou os seriados Ugly Betty e Grey’s Anatomy vai reconhecer as canções do Au Revoir Simone, trio de garotas do Brooklyn, em Nova York, que vem pela primeira vez ao Brasil – com exclusividade – para participar da Virada Cultural Paulista 2013.

Formado por Heather D’Angelo, Érica Foster e Annie Har, o grupo tem como base arranjos de teclado e bateria eletrônica, com composições doces e bucólicas. O cineasta David Lynch, autor do cultuado seriado Twin Peaks e dos filmes Veludo Azul e A Estrada Perdida, já declarou sobre elas: “o jeito como cantam e usam os sintetizadores é realmente mágico para mim”.

O trio americano se apresenta em Indaiatuba às 0h30 de sábado (25) para domingo (26) e no domingo às 18h, em Santa Bárbara do D’Oeste. Confira o que nos contou Heather D’Angelo.

Quais são suas expectativas para os dois shows no Brasil?
Nós nunca tocamos no Brasil antes. Mas esperamos por isso há muito tempo, especialmente porque os brasileiros são conhecidos por seu grande amor pela música. Espero conhecer um monte de pessoas maravilhosas, passar dias maravilhosos no Brasil e experimentar a cultura brasileira!

Como podemos definir a música da banda?
Pop sonhador com teclados.

Vocês conhecem música brasileira?
Todo mundo conhece o álbum Astrud Gilberto & Stan Getz - eles são definitivamente dois dos meus artistas favoritos. Eu acho que eles nos influenciaram um pouco; nossas primeiras músicas tinham várias batidas da Bossa Nova e melodias simples.

O que o público pode esperar do seu show?
Um monte de teclados.

Por que Au Revoir Simone?
O nome da nossa banda vem de um diálogo de um filme do Tim Burton, de 1985: Grandes Aventuras de Pee-Wee. Simone é o nome de uma garçonete no filme.

Por falar em cinema, você vê uma conexão entre sua música e o cinema?
Acho que a nossa música passa uma sensação cinematográfica.

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura

0 comentários: