Oficina Gratuita de Cinema na Secult

Estão abertas a partir de hoje (4 de junho), as inscrições para a oficina gratuita O Cinema como Produto Cultural, ministrada pelo diretor e produtor Marcos Otero. O curso acontecerá aos sábados, sempre das 14h às 17h, com um total de 17 encontros, divididos nos meses de junho (dias 16, 23 e 30), julho (dias 7, 14, 21 e 28), agosto (dias 4, 11, 18 e 25), setembro (dias 1º, 8, 15, 22 e 29) e outubro (dia 6).

O objetivo é promover conhecimento das novas mídias digitais no cinema e a compreensão do processo de desenvolvimento de um curta-metragem, com a realização de um documentário pelos alunos. Os interessados devem ter mais de 16 anos e se inscrever até 15 de junho na Secretaria de Cultura, sempre das 8h às 17h. É necessário levar comprovante de endereço, RG e doar um livro infantil em bom estado.

Marcos Otero

Marcos Otero atua há 15 anos no mercado independente, já realizou 13 curtas-metragens como diretor e produtor, cinco curtas como produtor e um média-metragem como diretor e produtor. O destaque fica para os curtas “A Corista”, inspirado no conto homônimo de Anton Tchekhov, selecionado na 17ª Mostra Audiovisual Paulista e exibido no Centro Cultural Banco do Brasil; e “Onde Está Você?”, selecionado na 17ª Mostra Audiovisual Paulista e exibido no mesmo local.

Como documentarista dirigiu seu primeiro filme em 2003, “Mamãe Cecília – Protagonista de Um Novo Tempo”, produzido por Ivone T. M. Stripecke. Em seguida, no mesmo ano, produziu e dirigiu o seu segundo documentário: “Os 10 Crimes – Uma Reflexão da Violência”, inspirado nos ataques ao World Trade Center, em Nova Iorque. Depois vieram “Cerol – A Vida Por Um Fio”, em 2006 (1° lugar no Mapa Cultural Paulista 2007/08); “O Crime do Poço”, em 2007 (centenário do 1º crime ocorrido em Indaiatuba); “Zé da Gaita – Um Brasileiro”, em 2008.

Em 2010, dirigiu e produziu o longa-metragem documental “Aydil Bonachela, Para Sempre”. Como roteirista já escreveu mais de 40 títulos (curtas e longas). É autor da microssérie “Periferias – Histórias de Vidas”, participante do FIC-TV 2009. Atuando como produtor cultural desde 2005, é criador da Take 1 – Mostra de Cinema e Vídeo de Indaiatuba e idealizador do I Fest Doc RMC (Festival de Documentários da Região Metropolitana de Campinas). É gestor do Grupo “Filmes no Interior”; diretor da 35 Films, Black White Produtora Cultural e da agência Otero Soluções Culturais. Especializado em Lei Rouanet, já elaborou diversos projetos independentes totalizando mais de R$ 1,5 milhão.

A Secretaria Municipal de Cultura fica na Praça Dom Pedro II, s/n – Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3825-2056.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Indaiatuba

0 comentários: