Take 1 retorna com Novidades e Convidados

Flávia Scherner fará a abertura (Crédito: Cleones Ribeiro)

Concebida pelo produtor audiovisual Marcos Otero, realizador de 30 filmes entre curtas e documentários, a Take 1 foi criada com o objetivo de aproximar o público do cinema independente. Depois de dois anos ausente, a mostra retorna em sua quinta edição repleta de atrações: serão mais de 40 exibições entre curtas-metragens e documentários. A entrada é gratuita, basta retirar os ingressos com uma hora de antecedência no local da exibição.

A abertura acontece dia 14, a partir das 20 horas no Topázio Cinemas, e contará com a presença da apresentadora do programa Zoom, da TV Cultura, Flávia Scherner. Entre os destaques da programação estão Dossiê Rê Barbosa, premiado curta-metragem de animação stop motion que investiga os reais motivos que levaram Angeli a matar Rê Barbosa, sua mais famosa criação, além do documentário 23.11/1967: Documentos do Caso Clodimar Pedrosa Lô, retirante nordestino que aos 15 anos saiu do Ceará para morar com o tio na cidade de Maringá, no Paraná. Clodimar foi acusado de furto dentro do hotel em que trabalhava, e torturado até a morte pela Polícia Militar em plena Ditadura Militar.

PROGRAMAÇÃO

14 de abril – Topázio Cinemas

20h – Cerimônia de Abertura, com Flávia Scherner
20h15 – Curtas convidados:
Dossiê Rê Bordosa, de César Cabral
Alphaville 2.007 D.C., de Paulinho Caruso
Curta Saraus, de David A. Silva
Darluz, de Leandro Goddinho
21h40 – Convidado especial:
Sete Dias em Burkina, de Carlinhos Antunes e Márcio Werneck

15 de Abril – Topázio Cinemas

19h30 – Tela Brasil
(RS) Aos Pés, de Zeca Brito (Ficção – 18 min)
(SC) Mais ou Menos, de Alexander Antunes Siqueira (Ficção – 14 min)
(PR) Naquela Noite Ele Sonhou com um Mar Azul, de Aristeu Araújo (Ficção – 20 min)
(RJ) Obrigada, de Giancarlo Di Tommaso (Ficção – 7 min)
(MG) Semeador Urbano, de Cardes Amâncio (Ficção – 8 min)
(DF) Menarca, de Mariana Tesch (Ficção – 8 min)
(GO) Talvez Seja o Vazio, de Rafael de Almeida (Ficção – 7m30s)
(BA) Como Ser Comercial, de Marcus Curvelo (Documentário – 12 min)
(PE) Causos e Contos, de Marcus Buccini (Ficção – 9 min)
(MA) Vela ao Crucificado, de Frederico Machado (Ficção – 13 min)

Exibição especial:
23.11/1967: Documentos do Caso Clodimar Pedrosa Lô, de Eliton Oliveira (Documentário – 83 min)

16 de abril – Casarão Cultural Pau Preto
15h – Takezinho (para a criançada), com Brichos, de Paulo Munhoz
19h30 – Direção Feminina
Let's Play That – A Música na Era Digital, de Camila A. Carazzato (24 min)
1:21, de Adriana Câmara (11 min)
Um Par, de Lara Lima (8 min)
Largo da Batata, Provisoriamente, de Carina Barros (18 min)
20h30 – Curtas SP
Sonho de Valsa, de Beto Besant (13 min)
A Mais Forte, de Paulo Miranda (9 min)
Duas Vidas para Antônio Espinosa, de Caio D'Andrea e Rodrigo Fonseca (16 min)
O Plantador de Quiabos, do Coletivo Santa Madeira (15 min)
Naiá e a Lua, de Leandro Tadashi (13 min)
21h10 – Documentários:
Fogo.Doc, de Leandro Andrade (8 min)
Magnífica Desolação, de Fred Avellar (19 min)
Ser ou Não Ser, de Leandro Goddinho (10 min)
Depois do Fim – Cracolândia, de Coe Barros (13 min)
Reciclarte, de Camila A. Carazzato (24 min)
22h30 – Sessão Terror
Coleção de Humanos Mortos, de Fernando Rick

17 de abril – Casarão Cultural Pau Preto
14h – Takezinho (para a criançada), com Brichos, de Paulo Munhoz
16h – Bate papo com o diretor Elder Fraga, de O Último Dia
19h30 – Cerimônia de Encerramento:
RE-EXIBI 5º Ano
Retralhos, de Adriano Lírio
Faça Sua Escolha, de Paulo Miranda
Tubo, de Luigi De Franceschi
Na Terra do Sol, de Lula Oliveira
A História de Coti, O Rambo de São Jorge, de Anderson Mendes
A Última do Amigo da Onça, de Terencio Porto
Até Onde a Vista Alcança, de Felipe Peres Calheiros
20h50 – Palavras do Diretor
Show com a Banda Pheudal

OBS: Acompanho a mostra desde sua primeira edição e todo o esforço de Marcos Otero para torná-lo uma força no interior. Agora, com subsídios da Lei Rouanet, tudo indica que a Take 1 enfim ganhará o devido reconhecimento. Por tudo isso – e principalmente por ser um amante do cinema em todas as suas ‘formas’ – tentarei conferir o máximo possível de atrações.

0 comentários: