Entretenimento x Reflexão

João Baldasserini vive um motoboy em Linha de Passe. Mas como este fez mais sucesso...O filme está há tempos nas prateleiras das locadoras e muita gente ainda não viu, mas Linha de Passe (2008) é uma das melhores produções da temporada. Dirigido por Walter Salles Jr. e Daniela Thomas, conta em seu elenco com os atores João Baldasserini e José Geraldo Rodrigues, ambos criados e formados em Indaiatuba. Pois bem, mesmo fora da grande mídia, Linha de Passe foi mais uma vez reconhecido, desta vez na quarta edição do Prêmio Contigo de Cinema, que aconteceu na última segunda (28), no Teatro Tom Jobim, no Rio de Janeiro. O filme conquistou quatro estatuetas, entre elas a de Melhor Filme (Confira a lista completa abaixo). 

Aliás, o prêmio evidencia a diferença entre reconhecimento de crítica e de público. Enquanto os especialistas enchiam Linha de Passe de prêmios, o chamado júri popular elegia Se Eu Fosse Você 2, Divã e A Mulher Invisível como os melhores da temporada. Não que estas produções sejam ruins ou sem qualidade. Mas a verdade é que a história do cinema demonstra que crítica boa não é sinônimo de boa bilheteria. Por isso, diretores como Walter Salles Jr. precisam cada vez mais do devido reconhecimento. Somente assim, o público aprenderá a apreciar o que não é exclusivamente comercial e o cinema enfim se tornará uma ferramenta não apenas de entretenimento, mas também de reflexão.

Por outro lado, o cinema brasileiro não teria atingido o atual patamar em sua Retomada se não fossem as comédias. E pior: os donos de cinema e as grandes redes não atingiriam a absurda cota exigida anualmente pelo Governo Federal. Como exigir que os cinemas exibam os filmes nacionais em sua programação se nossos filmes não atingem o grande público? Por isso mesmo, é cada vez mais comum ver diretores consagrados comandando comédias para bancar projetos mais ousados. É uma troca entre estúdio e cineasta: você me garante uma boa bilheteria e em troca banco o seu projeto pessoal. Ao que tudo indica, o equilíbrio entre entretenimento e reflexão se esconde verdadeiramente na incerteza daqueles que ousam variar para arriscar. Azar de quem não tem a mesma “coragem”!

VENCEDORES do PRÊMIO CONTIGO DE CINEMA
Melhor filme: Linha de Passe, de Walter Salles Jr.
Melhor direção: Daniela Thomas e Walter Salles Jr. por Linha de Passe
Melhor figurino: Marília Carneiro e Karla Monteiro por Os Desafinados
Melhor ator: Daniel de Oliveira por A Festa da Menina Morta
Melhor atriz: Sandra Corveloni por Linha de Passe
Melhor fotografia: José Roberto Eliezer por Encarnação do Demônio
Melhor roteiro: Matheus Souza por Apenas o Fim
Melhor documentário: Simonal - Ninguém Sabe o Duro que Dei, de Micael Langer, Cauvito Leal e Cláudio Manoel
Melhor diretor do documentário: Paulo Henrique Fontenelle por Loki - Arnaldo Baptista
Melhor atriz coadjuvante: Cris Vianna por Última Parada 174
Melhor trilha sonora: Gustavo Santaolalla por Linha de Passe
Prêmio My Favorite: Fernanda Montenegro
Melhor filme - Júri popular: Se Eu Fosse Você 2
Melhor atriz - Júri popular: Lília Cabral por Divã
Melhor ator coadjuvante - Júri popular: Cauã Reymond por Divã
Melhor ator - Júri popular: Tony Ramos por Se Eu Fosse Você 2
Melhor atriz coadjuvante - Júri Popular: Fernanda Torres por A Mulher Invisível

0 comentários: