Os Atos Secretos de Cada Dia…

Se a cultura é realmente pop, ATOS SECRETOS é a senha do momento. Falar em Atos Secretos é falar em Sarney e falar em Atos Secretos e Sarney é falar em política brasileira. E daí tudo deixa de ser pop. Neste redemoinho de verdades e mentiras, vamos falar um pouco mais sobre Atos Secretos. Todos nós “cometemos” nossos Atos Secretos. Dizemos mentiras, encobrimos verdades, decidimos por algo e depois desistimos, fazendo-o parecer constante aos olhos dos que veem e nem imaginam que aquilo é uma grande farsa. Dizemos amar enquanto olhamos para o lado, dizemos gostar quando queremos fugir. Amamos sem ao menos amar. Falamos sem ao menos sentir. Atos Secretos que cabem apenas a nós mesmos e ao nosso subconsciente.

Quem nunca deixou a dieta ou o vegetarianismo de lado somente para agradar pessoas queridas? São estes os nossos Atos Secretos. Sacrifícios que competem somente a nós mesmos, em busca de algo maior. Ou apenas para satisfazer nossas vontades. Ou mesmo o nosso ego. Para muitos, os Atos Secretos são constantes e tornam-se cada vez mais fáceis. É como orar sem ao menos saber rezar. Para outros, é extremamente difícil carregar consigo um Ato Secreto. Às vezes, é dolorido. Outras vezes, pecaminoso.

Quando jovens, cometemos constantes Atos Secretos. Quando adultos, temos mais receio de cometê-los. Mas nem por isso os abandonamos. Muitas vezes aprendemos com eles. Em outras, deixamos que ele ofereça o caminho a seguir. Ocasionalmente, um Ato Secreto pode vir à tona e suas consequências podem ser nem um pouco secretas e quase sempre comprometedoras. Em certos momentos, um Ato Secreto se faz mais do que necessário. São aqueles raros momentos em que o dito pelo não dito faz mais sentido.

Contudo, em qualquer um destes poucos exemplos de Atos Secretos, seu resultado é quase sempre voltado única e exclusivamente àqueles que o “cometem”. Raramente deixam estupefata toda uma nação, que sequer imagina a possibilidade de seus principais representantes estarem arquitetando planos maquiavélicos para beneficiar única e exclusivamente a si mesmo ou sua família. Sim, meu caro Sarney, você nos envergonha. E este desabafo não é nenhum Ato Secreto.

0 comentários: