Politécnica traz Max Gehringer

Max Gehringer1 Com uma palestra do administrador de empresas e escritor Max Gehringer, na noite de ontem, dia 20, em um salão social do Indaiatuba Clube completamente lotado, a Faculdade Politécnica de Indaiatuba abriu oficialmente a 16ª Semana de Ciências Gerenciais.

Hoje, dia 21, a partir das 20h, acontece a apresentação das melhores campanhas da propaganda mundial selecionadas no Festival de Cannes, em um vídeo de uma hora e vinte minutos de duração. Para participar, basta se inscrever pelo telefone (19) 3936-5040. No restante da semana acontece a Faculdade Aberta, na qual alunos e professores recebem a comunidade e futuros candidatos a alunos, para conhecerem o ambiente acadêmico e mais detalhes sobre a carreira que pretende seguir.

Mas voltemos a Max Gehringer. Com um carisma surpreendente, o gestor empresarial com graduação em Administração de Empresas comprovou as razões pelas quais é considerado um midas dos Recursos Humanos. Embora muitos - incluindo este que vos escreve - aguardassem uma palestra burocrática, com diversas dicas de “como se dar bem no mercado de trabalho”, Max preferiu abordar justamente a questão das relações humanas. Logicamente não faltaram pequenas dicas, mas essencialmente a palestra se incumbiu da máxima: “bons relacionamentos no ambiente de trabalho geram sementes para todo sempre”. E não faltaram exemplos para defender sua tese.

Com seu jeito irônico e divertido, Max comprovou que, muito mais que dezenas de diplomas pregados na parede, o candidato a uma vaga no atual mercado de trabalho precisa ser dono de um caráter íntegro. Não apenas pagando suas contas em dia, mas levando para o ambiente de trabalho pequenas doses de respeito ao chefe, de amizade para com seus subordinados e de confiança em seus colegas. Detalhes que não são meros caprichos, mas itens essenciais para a conquista de um objetivo.

Max pregou ainda o respeito à nossa língua materna. Segundo ele, em recente entrevista de emprego para um importante cargo executivo em uma multinacional, dezenas de bons candidatos apresentaram-se com currículos invejáveis, que acumulavam especializações e o domínio de diversas línguas estrangeiras. Curiosamente, para testar seus futuros executivos, o RH da empresa exigiu inicialmente uma redação em português, na qual todos oferecessem sugestões para determinado assunto. O resultado? Nada menos que 40% dos candidatos foram eliminados. Logo na primeira linha, escreveram SUJESTÕES.

Para terminar, o clímax da palestra, com Max revelando em primeira mão detalhes de uma pesquisa que fizera para ranquear os assuntos mais discutidos em seu programa na rádio CBN, e prestando a devida homenagem à nona Maria, primeira executiva de sua carreira, quando ele ainda ao menos sabia o que eram recursos humanos. Sensacional !!!

Max Gehringer Crédito das fotos: Fábio Alexandre

0 comentários: